Como vencer na mediação imobiliária?

Quer ser empreendedor na área da mediação imobiliária? Com sucesso […]

Pela nossa experiência na mediação e na contabilidade para imobiliárias, estamos em condições de afirmar que o primeiro plano do negócio que um potencial empreendedor faz, é mental, e só tem três rubricas:

  1. Número de imóveis mediados (eles dizem vendidos) por mês;
  2. Comissão de cada negócio;
  3. Lucro (que segundo eles será o somatório das comissões).

Vamos a um exemplo:

O Sr. “A. Sonho”, um dia pensou: “VOU ABRIR UMA IMOBILIÁRIA!”

Foi aí que começou a fazer contas (o plano de negócio mental):

  • se eu vender 4 casas por mês por um valor médio de 200.000€/cada;
  • se a comissão cobrada em cada negócio for de 5%;
  • então terei por mês um rendimento de 40.000€;
  • Resultado do plano de negócio mental: sem dúvidas, negócio viável.

Será que este negócio imobiliário (do Sr. A. Sonho) vai ser criado?

Claro que sim, o homem nunca mais terá descanso. 

No setor da mediação existe a ideia que o dinheiro se ganha de forma muito fácil, quando na verdade existem grandes obstáculos a ultrapassar. A empresa/agente terá que ter uma boa dose de paciência, boa organização administrativa, um marketing super dinâmico e muita formação dos agentes/consultores que lá irão trabalhar.

 O que dizem os especialistas?

Segundo um artigo publicado no Observador, Massimo forte, formador e especialista na área da mediação imobiliária, dá alguns conselhos para vencer na atividade:

  • Ter um objetivo claro
  • Não pensar apenas na realização financeira
  • Ter resposta para a seguinte pergunta: porque é que se pretende exercer esta atividade?
  • Verificar quais as competência próprias (do empreendedor)
  • Adquirir através de formação, competência em áreas que o empreendedor não domina
  • Definir uma zona de atuação não muita grande (parte operacional no negócio)
  • Ter um modelo de negócio
  • Elaborar um plano de negócio (pelo menos anual)

E a formação na mediação, qual a importância?

A falta de regulamentação adequada e rigorosa, não filtra adequadamente os agentes que trabalham na mediação e por consequência, existe hoje, muita gente de fracas qualificações no setor.

A formação é urgente e deveria ser obrigatória.

Num futuro próximo, só quem se destacar no conhecimento, competências técnicas e qualidade do serviço terá condições para vencer na mediação imobiliária.

Ainda sobre a formação, Manuel Alvarez, presidente da Remax em portugal, afirma: 

“A importância da formação é absolutamente vital. O mercado imobiliário está a mudar continuamente e os agentes imobiliários precisam de estar atualizados e conhecer as mudanças ao nível da tecnologia, da globalização, das necessidades do cliente, das técnicas que utilizam para promover os imóveis e para trabalhar com os compradores”

Hoje, em portugal temos já alguma oferta formativa de qualidade como é o caso de Massimo Forte e da empresa Domínio Binário.

Conclusão

Quando alguêm tem a ideia de ABRIR UMA IMOBILIÁRIA a primeira coisa que faz é constituir a empresa, a segunda é pedir a licença AMI e a terceira é enfrentar as dificuldades.

Está tudo mal! Os potenciais empreendedores começam sempre pelo mais fácil, quando na realidade, deveriam simular o negócio para verificar todas as dificuldades que o futuro lhes reserva.

Gostou? Deixe-nos a sua opinião

Contabilidade para a sua Imobiliária

"100% Online"


KAS'OBRAS

Vai fazer obras na sua

IMOBILIÁRIA

Pin It on Pinterest