Documentos que o fisco não aceita!

Nem todos os documentos da contabilidade são aceites pelas finanças apesar de serem contabilizados. Conhece-os?

Apesar de já termos falado sobre documentos de contabilidade, existem alguns, que mesmo estando devidamente contabilizados, não são aceites pela administração tributária (finanças).

Contabilidade e fiscalidade, são coisas diferentes, mas muito confundidas pelos empresários, ou melhor, muitos empresários pensam que só existe contabilidade para o estado cobrar impostos. Estes, são os maus empresários, aqueles que não utilizam a contabilidade para aquilo que ela serve, a gestão do negócio. Mas, adiante …

Quais são os documentos não aceites pelo fisco?

Em matéria fiscal, existe regulamentação para tudo (hoje, tudo paga imposto). O Código do Imposto sobre Rendimentos das Pessoas Coletivos (CIRC) e o Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado (CIVA), definem muito bem os requisitos que os documentos devem ter para que as despesas por eles suportadas possam ser consideradas como um gasto fiscal dedutível.

Quando um empresário compra mercadorias, matérias-primas ou realiza qualquer outro gasto para a sua atividade, tem sempre que pedir a fatura ou documento equivalente, e, essa fatura, para ser válida, precisa obrigatoriamente conter os seguintes itens:

  1. Nome ou denominação social do fornecedor;
  2. Nome ou denominação social do adquirente ou destinatário;
  3. Números de identificação fiscal do fornecedor dos bens ou prestador dos serviços;
  4. Números de identificação fiscal do adquirente, sempre que se tratem de duas empresas com residência ou estabelecimento estável no território nacional;
  5. Quantidades e denominação usual dos bens adquiridos ou dos serviços prestados;
  6. Valores monetários, designadamente o preço, iva, etc…;
  7. Data em que os bens foram adquiridos ou em que os serviços foram realizados.

Se não cumprirem o disposto nas alíneas acima, o gasto é considerado não devidamente documentado. Como os encargos não devidamente documentados não são gastos dedutíveis fiscalmente, na prática, é como se o empresário deitasse dinheiro para o lixo.

Alguns documentos de gastos não aceites fiscalmente, pelo fato de o suporte documental estar mal emitido.

DOCUMENTO ERRADO – O documento não identifica na descrição qual o serviço que foi efetivamente prestado. É também usual ver nestes recibos verde a descrição “Serviços Prestados” , o fisco não aceita.


DOCUMENTO ERRADO –  O documento não identifica os dados do comprador (adquirente) dos serviços, conforme o descrito acima.


DOCUMENTO CERTO – Documento fiscalmente aceite com todos os itens obrigatórios por lei.


Algum cuidado !!

É empresário ou está a pensar abrir uma empresa?

Tenha cuidado nos documentos que lhe entregam, poderá perder dinheiro sem se aperceber. Nunca se esqueça que empresa desorganizada é empresa falhada.

Organize-se …

Gostou? Deixe-nos a sua opinião

Contabilidade

Fazemos a sua contabilidade de forma totalmente digital, sem papel e à distância

Trabalhe Connosco

Envie-nos o formulário abaixo, vamos falar.

Pin It on Pinterest