Como calcular o preço de venda de um produto ou serviço?

Um negócio para ter sucesso, tem necessáriamente que ter preços bem calculados para os seus produtos ou serviços.

A grande dúvida na hora de começar um negócio, é saber definir um preço de venda para os produtos ou serviços que a empresa vai comercializar.

Atenção que, o ser ou não, uma grande dúvida, depende do grau de conhecimento que o empresário tem de gestão. Normalmente, muitos dos micro e pequenos empresários, abrem os seus negócios sem terem um conhecimento claro sobre precificação. Eles olham para o mercado e copiam os preços. 

🤔 É correto? Não, certamente ….

Não existem duas empresas iguais, e por isso, nunca devem ser copiados preços. Existem fatores que poderão influenciar o preço numa empresa e não na outra.

O que é precificação?

Precificação significa “o ato de determinar um preço”

No mundo dos negócios, a precificação, não é mais que o ato de definir os preços de produtos ou serviços, considerando básicamente isto: 👇

  • Os gastos gerais do negócio
  • A concorrência direta
  • O que os consumidores pedem
  • Os lucros esperados no negócio    

As vendas, são o garante da sobrevivência da empresa, mas, muitas vendas, não significa nada. Por isso, vemos negócios a falir, que pareciam ter tudo para dar certo (menos os preços certamente).

As vendas, têm uma quota parte de responsabilidade na geração do fluxo financeiro, para manter o negócio em funcionamento, e para distribuir lucros pelos seus donos. É muito importante saber calcular os preços de venda.

Como calcular o preço de venda?

Na nossa opinião, a primeira coisa a fazer, é verificar o comportamento do mercado. 

Pesquisa de mercado

Fazer uma pesquisa para verificar quais os preços praticados pelos concorrentes diretos. Por exemplo, se o negócio a abrir for um restaurante, o melhor é ir durante um mês (ou mais) almoçar a todos os restaurantes da zona e anotar os preços que estão a ser praticados. Nesta atividade é relativamente fácil fazer a pesquisa.

Essa pesquisa de mercado deve ser o mais alargada possível, não basta olhar para um ou dois empresários do ramo. 

Planos de negócio

Todas as empresas devem ter um plano de negócios, e por isso mesmo, será fácil verificar se os preços a praticar serão suficientes ou não. Isto porque, no plano de negócio, já estão contemplados todos as rubricas de gastos, assim como, as margens de lucro do negócio.  

Percepção do cliente

Não basta lançar um preço para o mercado, é necessário ter clientes para o comprar. Será que o teu potencial cliente reconhece valor no teu produto ou serviço? 

Preço e valor são coisas distintas e é aí que nasce a percepção do cliente. 

O preço é a quantidade de dinheiro que uma pessoa precisa despender para comprar determinado produto ou serviço, valor, é um pouco mais abstrato.

Valor, podemos dizer que é a avaliação que o consumidor faz, das vantagens para ele, em adquirir determinado produto ou serviço. Enquanto alguns produtos podem ter pouco ou nenhum valor para uma pessoa, para outra, a percepção de valor pode ser altíssima. 

Um produto ou serviço, com uma boa percepção para o cliente, também poderá ter um maior preço de venda. 

Margem de lucro

Todas as empresas nascem para terem lucros

É na correta precificação que o empresário poderá garantir as margens de lucro pretendidas. Infelizmente, são muitos os empresários que trabalham com preços baixos e nunca conseguem ver os lucros do negócio.

Em conclusão …

Não copie os preços dos outros. Ou melhor, até pode copiar, mas, tenha a certeza que o seu negócio se vai dar bem. Não existem duas empresas iguais. 

Faça estudos, simulações, tudo o que souber, mas, tenha a certeza que o seu preço será suficiente para viver e não sobreviver. 

Gostaste? Deixa-nos a tua opinião

Pin It on Pinterest